Dependendo do destino e da finalidade da sua viagem, conhecer um novo lugar pode ser cansativo. Acordar cedo, caminhar o dia todo, pontos turísticos, museus, compras … Que tal terminar com uma boa refeição?

Parte da diversão da família são nossos momentos à mesa. Em viagens isso se multiplica.

 

Gostamos de ir a bons restaurantes. Bons, não necessariamente caros! Conhecemos restaurantes caros que não nos surpreenderam em nada e outros menos dispendiosos que estão em nossa memória. Fugimos dos fast foods!

.

.

 

Reservamos parte do orçamento para grandes descobertas e inesquecíveis recordações: sabores,  aromas, texturas, copos, pratos, talheres, uma boa e bela mesa, e muitas risadas!

Uma inusitada entrada, aquele prato principal e, é claro, a deliciosa sobremesa.

Até mesmo o cafezinho do final pode lhe trazer grandes surpresas, com aqueles “acompanhamentos”.

E os vinhos?  Capítulo a parte!

Atenção: um bom planejamento faz toda diferença: antecedência! Procure definir logo as datas que ficará em cada cidade, pesquise, se informe, decida e …reserve. Essa simples atitude lhe dará uma grande vantagem na busca por lugares, principalmente se for alta temporada.

Se a reserva for para o almoço, procure definir bem o seu roteiro e encaixe um estabelecimento próximo da sua rota, para não perder tempo com deslocamento.  No jantar, lembre-se que alguns exigem roupas mais formais, até mesmo  blazer. Se for o caso, reserve um tempinho para um banho e roupas limpas.

 

Existem alguns bons sites e instrumentos de pesquisa para lhe ajudar nessa escolha onde, frequentemente, a lista é vasta. Na minha opinião os melhores são o Zagat e o Via Michelin. A reserva pode ser feita diretamente com o restaurante, com o concierge de seu cartão de crédito ou pelo site OpenTable.

Claro que nem sempre o roteiro permite paradas  longas para  almoço. Nesses casos, optamos por algo mais rápido, mas sempre evitamos o fast food. Dificilmente almoçamos sanduíche, pizza ou outro “salgado”. Conseguimos isso com um bom planejamento. Acordamos e já sabemos tudo o que faremos, como e para aonde iremos naquele dia. Não perdemos tempo! Se o almoço for corrido, o jantar compensará!

 

Há ainda os roteiros apropriados à boa mesa: Bourdeaux, Mendoza, Toscana, Douro, Napa Valley, Chile e  tantos outros…  É o chamado turismo enogastronômico. Ótima modalidade de lazer!

Então vamos lá: decida seu destino e as datas, organize seu roteiro diário, verifique os horários de funcionamento de cada atração e o meio de locomoção.  Tudo pronto? Agora pesquise os bons restaurantes do destino: tipo de culinária, localização e  valor. Quase todos têm cardápio online para lhe ajudar. Selecione os que gostou e encaixe na sua programação.  Decidiu? Agora reserve …

Nós reservamos sempre os restaurantes imperdíveis e deixamos lacunas propositais para descobrirmos coisas novas orientados pela intuição de viajante!

E aí, vai na mala com apetite?