A apaixonante Dubrovnik, conhecida como pérola do Adriático, foi a gratificante surpresa da nossa viagem à Croácia. A cidade, com abrigo na sua rica beleza natural, oferece várias opções de atividades esportivas, de um aprazível passeio de caiaque (você pode alugar no Portão Pile ou na Banje Beach) a pulos radicais no Buza Bar. Não deixe de assistir ao pôr do sol nesse barzinho que é pura vibração! Na verdade são dois, o Buza 1 e o Buza 2, um ao lado do outro. A melhor visão para receber o adeus do sol vai depender da época do ano. Para você descobrir é fácil, escolha o que estiver mais lotado, pois significa que será o mais adequado local naquele período.

A vista a partir das muralhas

 

Os caiaques

 

O aventureiro  pulando do Buza Bar

 

Buza Bar

 

Pôr do sol do Buza Bar

 

Dispensa filtro e legenda

 

Há também lindas praias, como a Banje, e outras atividades contemplativas, como o passeio pela ilha de Lokrum (você pega um barco e atravessa), onde há um belo lago chamado “Mar Morto”, uma fortaleza, muita natureza e o trono da série ” Game of Thrones”. Você também pode flanar pelas ruas da Old Town, que são diariamente polidas e, por isso, estão sempre limpas e brilhantes! Observe as casas dos locais (e seus varais), que são encontradas nas ruelas paralelas à rua principal, a Strudun.

Banje Beach

 

Mais uma da Banje Beach

 

Mar Morto – Lokrum

 

Agora mais perto

 

Fortaleza – Lokrum

 

De Lokrum a Dubrovnik

 

Old Town

 

Strudun

 

Atenção ao brilho do piso da “Cidade Velha”

 

Mais da cidade vista de cima

 

As muralhas e suas lendas, o Convento Franciscano e sua farmácia, o Palácio do Reitor, o  Forte de St Lawrence ou Lovrijena , o Museu Marítimo, suas ruas medievais, igrejas barrocas e renascentistas, e tantas outras atrações trazem  magnitude histórica ao local, tornando-o um destino apropriado também para quem pretende retornar com a mala repleta de cultura e história.

O Fort Lovrijenac visto das Muralhas

 

Catedral da Nossa Senhora de Assunção

 

As famosas muralhas da cidade, protegidas pela Unesco desde 1979, são motivo de orgulho para os croatas, pois são consideradas um dos maiores sistemas de fortificação da Idade Média. Graças a sua grandeza, altura e largura, as muralhas nunca foram violadas durante sua longa existência. Durante nossa visita caminhamos 1940 metros, ou seja, percorremos toda muralha!

 

As muralhas

 

Uma “janela” das muralhas

 

O “quadro” das muralhas

 

O Convento Franciscano, onde está a farmácia mais antiga da Europa ainda em funcionamento, exige uma visita. Estando lá, não deixe de comprar os cremes de rejuvenescimento mais famosos da Croácia. Reza a lenda que eles são poderosos e que a receita é guardada a sete chaves pelos franciscanos.

Ela, a farmácia mais antiga da Europa ainda em funcionamento

 

Ainda à farmácia

 

O Portão Pile é a principal entrada para  “Cidade Velha”  e está localizado no muro a oeste. Há duas  estátuas de São Brás, padroeiro da cidade, uma no portão interno em um nicho, e outra na parte externa, sobre o arco renascentista.

Pile Gate

 

A visita ao Palácio do Reitor, com todos os vestígios da época da República de Ragusa,  também é muito interessante, principalmente se você estiver acompanhado de uma guia.

Palácio do Reitor

 

Falando em guia, preciso deixar registrada a melhor dica do post – A GUIA. Fizemos um tour de quatro horas (há várias opções de tour) para conhecer a muralha e os pontos históricos.  A nossa guia é MARAVILHOSA, haja vista que além de possuir fasto conhecimento histórico, fala português, é hiper simpática, engraçada , e muito prestativa. Ela nos orientou nos preparativos da viagem (inclusive na escolha do hotel), durante a visita, e ainda, depois da nossa partida. A contratação da Natasa (Dubrovnik em Português) fez toda diferença na nossa viagem. Ela tornou leve a caminhada nas muralhas, e ricas as visitas realizadas.

Nós, o querido casal de amigos, e a nossa maravilhosa guia Natasa

 

Dubrovnik também possui sua veia cinematográfica, dado que lá estão encravados  vários cenários da série Game of Thrones, além do trono original.

O trono

 

Como se não bastasse tudo isso, essa jóia ainda nos proporcionou memoráveis experiências à mesa.

No Restaurante Kopun provamos pão de milho e azeite de primeira, e peixe ao molho de alcaparras. Para harmonizar, tomamos o vinho branco Korta Katarina. Tudo divino!

Peixe ao molho de alcaparras

 

É imperdível jantar do Restaurante Pantarul. Ele é um local descontraído, moderno, porém a comida é arrojada! A entrada de Vieiras com Bacon e o prato principal de barriga de porco são esplêndidos! O Menu é enxuto, mas o sabor é indescritível. A reserva é fundamental!!! Não deixe de saborear os pratos desse restaurante!

O ambiente do restaurante

 

Outro salão do restaurante

 

Entrada de pão e foie gras

 

Entrada de vieiras com bacon

 

barriga de porco

 

Meu filé!

 

O detalhe que deslumbra

 

O vinho que degustamos!


Se você gosta de sorvete e/ou crepes, não deixe de visitar a Dolce Vita. Vale cada caloria!!!

Hospedagem: Nós ficamos hospedados no Hotel Valamar Lacroma (4*), que é antigo, possui quartos simples, mas confortável, e uma boa estrutura. O café da manhã é farto. Ele não fica dentro da cidade velha, por isso não é tão caro para os padrões da cidade.

Pôr do Sol da varanda do nosso hotel (Crédito Erika Paiva)

 

Outras opções de hospedagem:

Hotéis 5*: Rixos Libertas, Dubrovnik Palace e Royal Princess.

Hotéis 4*:  Neptun, Kompas e Park.

Não vale a pena alugar carro lá, pois o transporte público funciona muito bem. Além disso, o estacionamento nas proximidades da cidade velha é caríssimo! Nós utilizamos táxi, já que éramos dois casais.

Para encerrar, esclareço que passar apenas horas ou mesmo o dia em Dubrovnik configura um verdadeiro sacrilégio. Você precisa se presentear com pelo menos dois dias inteiros na cidade. E mais, eu prometo que vou voltar, e desta vez vou passear no teleférico e depois esticar até a ilha de Lopud para conhecer a praia de Sunj.

O meu retorno é certo, já que bebi a água da fonte!😉🙌🏼 Superstição!

Garantindo o retorno a esta linda cidade

 

E aí, vainamala para Dubrovnik?