Amigo Mala,

Engana-se quem pensa que Verona atrai turistas apenas em razão dos seus famosos e fictícios personagens  Romeu e Julieta, estampados na dramaturgia  de William Shakespeare, escrita no Século XVI. Na realidade, a história da famosa obra shakespeariana se passa nessa cidade, que, utilizando a criatividade, construiu cenários que transportam o viajante à história de amor vivida pelo casal.

Verona é uma cidade tão romântica e aprazível que convida o visitante a flanar por suas ruas, praças e pontes, sem sequer perceber o tempo passar.

.

.

Aqui vai uma sugestão de roteiro de 24 horas aos nossos leitores, contudo, fica registrada a advertência de que, se você gosta de passear sem compromisso, organize-se para ficar pelo menos dois dias na cidade. Há quem prefira fazer um bate-volta a partir de Milão (cerca de 1h50 de carro) .

ROTEIRO:

Comece seu passeio pela cidade visitando a Casa de Julieta. Chegue cedo porque a depender da época do ano as filas podem ser enormes. Reserve cerca de 1 hora para visitá-la.

 

 

Se você é apaixonado pela obra, pode sair de lá em direção à Casa de Romeu ( casa da família Montecchio), que fica a três minutos de caminhada. Trata-se de uma casa particular, não aberta à visita. Há ainda a Tumba de Julieta, após mais uma caminhada de 18 minutos.  A casa de Romeu e a tumba são visitas dispensáveis à maioria dos viajantes, pois recomendáveis apenas para aqueles que pretendem fazer uma imersão no fantasioso mundo de Romeu e Julieta.

Se você, assim como a maioria dos viajantes, não tem esse affair todo pela obra, siga da Casa de Julieta direto à Piazza Erbe que está localizada a dois minutos de caminhada. Desde o Império Romano a praça, construída no local do fórum romano,  é considerada o centro da cidade. Usufrua um pouco da imponência desse local, admirando o Palazzo Maffei, prédio no estilo Barroco, localizado ao norte da praça. Ainda na praça, você poderá contemplar o Leão de Veneza que fica sobre uma coluna, e que registra a comemoração da conquista de verona pelo império de Veneza em 1405. Você ainda verá a Casa dei Mercanti (edifício a oeste), a Torre de Lamberti (84 metros de altura que oferece uma linda vista da cidade) e uma fonte que geralmente está escondida pelas inúmeras barracas existentes no local.

.

Palazzo Maffei e o Leão de Veneza

 

Torre Lamberti

 

Saindo da praça, siga em direção a Piazza Dei Signori a 1 minuto de caminhada. Essa praça está ornada com uma interessante Estátua de Dante, e emoldurada pelos Palazzo Del Capitano (que era a casa dos chefes militares de Vernona), Palazzo della Ragione (o Tribunal de Justiça) e Loggia Del Consiglio (Câmara do Conselho).

.

 

 

A poucos metros da Praça Dei Signori, ao lado da minúscula igreja românica de Santa Maria Antica, estão os curiosos túmulos  medievais dos Scaligeri, que governaram a cidade entre 1260 e 1387. Eles ficam por trás de uma grade de ferro batido, onde se pode ver o emblema com o nome original da família “Della Scala” que significa degraus. Os túmulos são de Mastino II (falecido em 1351) e de Cansignorio (morto em 1375). Há outros túmulos mais simples da família,  próximo ao muro da igreja. Pode parecer loucura, mas achamos interessantes esses túmulos, digamos que  diferentes de tudo que já vimos até então.

.

 

 

Saindo da praça, atravesse o rio e após uma caminhada de aproximadamente 12 minutos, vá até o Jardim Giusto (Giardino Giusti),  que é um dos mais belos da Itália. Ele foi projetado em 1580, e  é cravejado por lindas esculturas.

 

 

Ainda há muito a conhecer, então dirija-se à Praça Brá (uma caminhada mais longa, de aproximadamente 18 minutos) para visitar o  Anfitetro , que foi concluído em 30 d.C, e é o terceiro maior do mundo, ficando atrás apenas do Coliseu de Roma e do Anfiteatro de Santa Maria Capua Veterem perto de Nápoles. O interior está muito bem preservado, e segundo informações prestadas no local, abrigava toda a população da cidade. Atualmente é palco de óperas e outros eventos culturais.

 

.

.

Para finalizar, visite o Castelo  Vecchio, construído entre 1355 e 1375, que hospeda um das mais belas galerias de arte do Vêneto. Se você não tiver tempo de observar tudo em detalhe, não deixe de ver:  um copo com um retrato de Cristo pintado em ouro, os sarcófagos de São Sérgio e São Baco , e o quadro Deposição, de Veronese.

 

 

A esta altura, você certamente estará morrendo de fome, então será hora de aproveitar as delícias do maravilhoso restaurante 12 Apostoli (FAÇA RESERVA COM ANTECEDÊNCIA), para encerrar seu dia em grande estilo.

 

 

 

Fomos os últimos a sair, como de praxe!

 

E aí, vainamala para Verona?